outubro 19, 2013

Never leave my hand


A tua mão encaixava na minha como uma peça de puzzle. Os nossos dedos entrelaçavam-se e não te queria largar, não podia, nem por nada. O teu respirar dava-me segurança e a força de que precisava para enfrentar o mundo. Não tinha medo contigo perto de mim. Qualquer que fosse o obstáculo, sentia que nada me abalava e que podia conquistar tudo.

Publicações Relacionadas

6 Comentários

  1. É tão bom quando se gosta assim!

    ResponderEliminar
  2. Identifico-me tanto com o que escreveste, pena que no presente, no meu caso, já não seja assim :)
    Gostei muito :)

    ResponderEliminar
  3. Não tens de quê e ainda bem que gostaste ;)

    ResponderEliminar